• Rafael Torres

Steve Reich - Música Para Pedaços de Madeira - Análise

Steve Reich (1936) e John Adams (1947), americanos, são os dois compositores mais interessantes da música minimalista (na minha modesta opinião). Estão entre os compositores mais requisitados desde os anos 60. A Filarmônica de Los Angeles e a Filarmônica de Berlim gravaram séries de CDs dedicados a Adams. Reich aparece sempre nos concertos. De 1972 a "Música para Pedaços de Madeira" mostra bem a criatividade do compositor.

Steve Reich
Steve Reich, teu único defeito é esse boné.

Eles partem do princípio que música é uma variação sonora. Se você tiver um grande acorde e, de repente, soar uma nota a mais, ela será notada melhor que as restantes. Isso porque quando a gente se acostuma com um padrão, qualquer coisa que fuja dele chama a atenção. E é aí que entra a criatividade. Com 5 músicos batendo bloquinhos de madeira, poderia soar como o caos, todo mundo tocando o que quisesse, ou como a mais organizada textura. Que é como soa.


Abaixo, a Orquestra Philharmonia, com Santtu-Matias Rouvali, que além de percussionista é o maestro titular da orquestra, executa a peça.

Repare na absoluta presença rítmica dos membros de percussão da Philharmonia (de Londres). Rouvali rege discretamente, um deles teria que fazê-lo, e ele é o regente titular.


Reich é esperto. Ele vai adicionando um a um os bloquinhos até criar a textura desejada. Daí, com pequenas acentuações, ele cria as variações que podem ser infinitas. Mas mesmo assim, a obra poderia ser chata. Acontece que quando começa a perder o interesse ele faz que vai parar, só pra recomeçar de novo e criar uma nova textura.


Não tem nenhum elemento de improviso aí. Tudo está na gigantesca partitura.


É algo fenomenal, tanto a composição quanto a performance.


Comente o que achou!


E veja nossas famosas listas:


- Top 10 Maiores Pianistas do Brasil

- Top 10 Sinfonias Imprescindíveis

- Top 10 Sonatas que Você tem que Conhecer

- As 20 Melhores Orquestras do Mundo


E análises de obras:


- Brahms - Sinfonia Nº 1

- Brahms - Sinfonia Nº 4

- Brahms - Concerto para Piano Nº 1

- Brahms - Concerto para Piano Nº 2

- Chopin - Os Études

- Chopin - As Baladas

- Beethoven - Sinfonia Nº 6 "Pastoral"

- Tchaikovsky - Sinfonia Nº 6 "Pathétique"

- Dvorák - Sinfonia Nº 9 "Do Novo Mundo"

- Mussorgsky - Quadros de Uma Exposição

- Rachmaninoff - Concerto 1

- Rachmaninoff - Concerto 2

- Rachmaninoff - Concerto 3

- Rachmaninoff - Concerto 4

- Rachmaninoff - A Ilha dos Mortos

0 comentário