• Leandro Krindges

Strange days: a enigmática capa do the doors.



Em 02 de Outubro de 1967, apenas oito meses e meio após o lançamento de seu primeiro álbum, veio ao mundo pela Elektra Records a segunda obra do The Doors, Strange Days, e sua capa peculiar.




Sniffen Court

Ela foi fotografada em Sniffen Court, que é um dos menores distritos históricos da cidade de Nova Iorque, originalmente projetado como estábulos para serem abrigos para carruagens, construídos por John Sniffen, entre os anos de 1863 e 1864. Com o passar do tempo e a redução da necessidade de construções com essa finalidade, os estábulos de Sniffen Court passaram a ser modificados para se tornarem habitações e escritórios.



Capturada por Joel Brodsky, a imagem foi inspirada no filme circense “La Strada”, de Frederico Fellini (que no Brasil recebeu o título A Estrada da Vida) lançado em 1954 , após Jim Morrison se recusar a fotografar para ela. Então Joel reuniu alguns artistas de rua de uma região próxima a East 36th Street, em Manhattan, local onde fica Sniffen Court. E o que temos é a bela capa de Strange Days.


Uma curiosidade é que se não prestarmos a atenção, pode passar despercebido que o nome

da banda e do álbum estão ali, abaixo do braço do homem em primeiro plano, e que também a mesma imagem se repete na contra-capa. Também é curioso que a fotografia que ilustra o nome da banda, onde estão os quatro integrantes, é a mesma da contra capa do primeiro álbum dos Doors.



Abaixo deixamos o trailer da versão restaurada do filme de Fellini.


E, claro, o clipe oficial de Strange Days.




Gostou desse texto? Então que tal olhar o texto de estréia do Leandro com umas curiosidades altamente peculiares sobre Chopin . Seu interesse é rock? Quer ver o que mais tem sobre isso aqui na arara? Então... Será que você já viu esse sequência de TOP 10 de rock que começa aqui ?



Leandro Krindges

Técnico Químico de profissão, licenciado em Biologia por paixão, fã de Foo Fighters à Belchior e de tirinhas, especialmente Peanuts. Sempre teve curiosidade em saber o que se passava por trás das músicas, e essa busca se tornou um hobby. Tecladista da Banda Villa Rock, arranha também um violão e guitarra. Aprendeu a gostar de ler depois do Kindle.




0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo