• Leandro Krindges

Coldplay, as Melancias de Frida Kahlo e a França.



Escolher o nome de um álbum deve ser algo bastante árduo para um músico ou banda. Ele, junto com a ilustração da capa, serão os cartões de visita da obra. Você ainda não sabe o que tem lá dentro, mas é possível que com um bom título e uma boa imagem se sinta atraído a descobrir.


Algumas inspirações para essa parte da elaboração de um álbum, podem surgir de lugares de onde menos se imagina. Esse é o caso do álbum de 2008 do Coldplay, Viva La Vida, que foi inspirado em uma pintura da artista mexicana Frida Kahlo. A obra em questão é uma natureza morta, de tamanho 59,5 x 50,8 cm, pintado em 1954, que mostram algumas melancias (sandías em espanhol) e em uma delas está escrito “Viva La Vida”.



Chris Martin, vocalista do Coldplay, em visita ao Museu Frida Kahlo em março de 2007, conheceu o quadro e resolveu homenagear a artista, batizando seu próximo disco com uma referência a pintura:



Frida Kahlo. Viva La Vida Sandías. Óleo sobre fibra dura. 1954


“Ela passou por muitas coisas, e apesar disso, pintou um quadro em sua casa chamado 'Viva La Vida'. Adorei a coragem disso.”



La Liberté guidant le peuple, Eugène Delacroix

Uma pintura de Eugène Delacroix é a arte que ilustra a capa do álbum. “La Liberté guidant le peuple” foi pintada em 1830, em comemoração a da Revolução de Julho de desse mesmo ano, que culminou com a queda de Rei Carlos X.


Abaixo, o clipe oficial da música que dá título ao disco.




LEANDRO KRINDGES é Técnico Químico de profissão, licenciado em Biologia por paixão, fã de Foo Fighters a Belchior e de tirinhas, especialmente Peanuts. Sempre teve curiosidade em saber o que se passava por trás das músicas, e essa busca se tornou um hobby. Tecladista da Banda Villa Rock, arranha também violão e guitarra. Aprendeu a gostar de ler depois do Kindle.

1 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo